quarta-feira, 25 de janeiro de 2012 13 comentários

O Céu Está em Todo Lugar - Jandy Nelson


"As vezes é preciso perder tudo para encontrar a si mesmo." 



De repente o livro invadiu as livrarias, sites, redes sociais, blogsfera. De início não dei muita bola para ele, mas acabei o adquirindo e aqui estamos nós. De primeira, posso afirmar que o livro não vai te deixar neutra ou imparcial quanto a estória, o que por si só já é um ponto positivo. 
Lennie é uma jovem artista que perdeu sua única irmã. Morando com a avó e seu tio, ela tenta de todas as formas prender-se a todos os detalhes físicos que a una Bailley, sua jovem irmã falecida. E é assim que mesmo sem querer, acaba se afastando d sua melhor amiga, seus sonhos e de si própria. Como se não bastasse o momento crítico, ela descobre-se perdidamente apaixonada pelo charmoso Joe Fontaine ao mesmo tempo em que vai se tornando cada vez "mais próxima de Toby", o ex-namorado de Bally.
O mais interessante é que Lennie escreve poemas em qualquer lugar, numa tentativa de expulsar de dentro dela toda a dor, o medo e a tristeza que carrega. Talvez essa seja uma das poucas coisas que fez com que eu me identificasse com a personagem.
Nunca vivi uma situação parecida, mas por vezes achei um tanto exageradas as reações e pensamentos de Lennie, mas como eu disse, nunca passei por nada parecido então talvez essa minha percepção seja equivocada. Outra coisa me incomodou bastante foi o envolvimento da personagem com o ex da irmã. Não aceitei em  nenhum momento e criei uma imagem ruim que só de dissipou quando eles se arrependeram. A partir daí e só aí eu consegui ver a Lennie com olhos mais amistosos.
Como eu disse, é impossível não sentir nada com o livro. Recheado de frases de efeito, com uma certa dose de lirismo, a leitura é bem gostosa e não apresenta grandes dificuldades, sem contar com as páginas, que são lindas!
Vale a pena conferir. 

Ficha Técnica:
O Céu Está em Todo Lugar 
NELSON, Jandy
Editora Novo Conceito
2011
423 p.

Minha Avaliação Pessoal
Na dúvida entre 3 ou 4 corações, fico com a última opção. Acho que não estava num momento muito bom quando o li, o que interferiu na minha opinião. O livro todo em azul é uma graça e eu adoro o jeito meio lírico, meio doce com que Lennie narra seus sentimentos. 
♥♥♥♥



sexta-feira, 13 de janeiro de 2012 9 comentários

Um Bom Tricô - Debbie Macomber



Desde o momento que vi num site, me interessei. Não, eu não sei tricotar, bordar ou nada do gênero, mas como  o livro não tenta ensinar nada disso, me interessei. Comprei, e valeu a pena.
Um Bom Tricô é daqueles livros em que você não acredita muito, mas acaba se envolvendo como enredo e fica feliz em ter lido. Lydia é uma mulher que venceu o câncer por duas vezes e agora está realizando o sonho de um negócio próprio envolvendo algo que ela ama: a arte de fazer tricô. 
Um Bom Tricô nada mais é do que o nome de sua loja de linhas e aviamentos que também oferece curso de tricô para as clientes. E é graças a loja que a vida de quatro mulheres se cruzam e se completam. Além de Lydia, temos Carol, uma jovem que sonha em ser mãe faz disso sua meta de vida; Jacqueline, uma socialite madura que atravessa uma crise nas relações com seu marido, filho e nora e a minha preferida: Alix, uma jovem rebelde por quem é impossível não se apaixonar.
De leitura fácil e capítulos curtos, Um Bom Trico pode não ser aquele livro que te levará as lágrimas a todo instante, o que não significa que não seja uma ótima companhia. Um livro que fala de amizade e de como muitas vezes baixar a guarda e dar uma chance pode a melhor coisa a se fazer.
Um Bom Tricô... uma leitura leve e despretensiosa que tem tudo para te conquistar.


Ficha Técnica:
Um Bom Tricô
MACOMBER, Debbie
Editora: Harlequin Books
Ano 2007
413 páginas.


Minha Avaliação Pessoal
Leve, fácil, gostoso de ler.
Ideal para um intervalo entre uma leitura mais densa e outra, ganha 4 Corações:
♥♥♥♥
 
;