segunda-feira, 7 de março de 2011

Desculpa se te chamo de amor - Federico Moccia




Um amigo tinha me atentado ao fato de eu só colocar livros de que gosto muito por aqui, embora tenha alguns que eu não tenha gostado ou terminado. Achei esse comentário muito pertinente e hoje vim apresentar um livro que, apesar de ter sido muito esperado e comentado aqui no Brasil não me encantou nem um pouquinho.
Desculpa se te chamo de amor é uma obra italiana do autor Federico Moccia e possui um filme adaptado, que aqui no Brasil receber o título de " Uma Lição der Amor". A estória em si é boa: uma jovem de 17 anos ( Nikki)  se envolve num acidente com um homem de 37( Alex), recém-separado de sua esposa. 
Nikki está terminando os estudos, pratica muitos esportes e até meio irresponsável e mimada enquanto Alex é um importante publicitário que tem nas mãos uma campanha muito importante que pode mudar o seu destino e o destino de alguns funcionários de sua empresa e no peito o vazio do um abandono de sua ex-noiva.
Apesar da diferença de idade e estilo de vida, eles se apaixonam e dão vida a um romance temperado com humor, leveza e aventuras. Família, amigos, ambições diferentes... é legal ver esses dois mundos que parecem tão distantes se fundirem a um só.
Qual o problema então? A estória não me empolgou, apesar de ter todos os ingredientes que eu tanto gosto. 
A leitura é um pouco confusa, ora em primeira pessoa ora em terceira pessoa. Um parágrafo é o pensamento de Nikki e o seguinte já é o de Alex, e você só percebe isso quando chega ao final do mesmo, e para piorar as falas são identificadas com aspas e não travessão, o que me incomodou bastante.
O livro possui uma continuação, porém mudaram o tradutor, o que me faz pensar que essa problemática toda tem a ver com a tradução e não com o livro em si, hipótese que faz muito sentido pra mim já que, como dito antes, a estória tem uma proposta interessante.
Ainda não decidi se quero ler a continuação "Desculpa, quero me casar contigo" mas algo me diz este deve ser bem mais leve e melhor formatado. Pelo menos, é o que espero.

Ficha Técnica:
Desculpa se te chamo de amor
MOCCIA, Federico
2009
Editora: Planeta do Brasil
424 páginas.

Minha Avaliação Pessoal
Acho que a resenha em si já diz tudo. Pela proposta da estória merece 2 corações. 
♥♥

16 comentários:

Macaco Pipi disse...

isso que é xonada!!

Celle disse...

admito q sou adepta das aspas em vez de travessões...rs utilizam muito este recurso na língua inglesa ;)
recomendo q leia a continuação. eu, pelo menos, não aguentaria de curiosidade.
bjusss.
Seguindo.

Harah Nahuz disse...

Uma tradução é algo bem complicado...é quase reescrever o livro,e nisso,pode comprometer e muito!
Estou seguindo ^^
Te convido a visitae meu blog:
www.dancaharah.blogspot.com
grande beijo e sucesso :)

Geicivane disse...

Ai adorei aqui! To querendo comprar uns livros para ler, aqui acharei boas idéias :). Gosto mais de livros de ficção, terror, auto-ajuda e temas interessantes estilo documentário tb ^^

http://geiciblog.blogspot.com/

Florisbella ♥ disse...

Vc sabe quantos livros já leu ?

PS: Obrigada pelas palavras no meu blog. São muito importantes pra mim.

Beijos

fazendo arte disse...

Experimente o filme talves você goste.

Isis disse...

Amei seu blog, parabéns!Estou te seguindo! Visite me depois! beijos


http://fofurisis.blogspot.com/

armazemdodvd disse...

Legal o blog, parabéns. To seguindo.
mauricio

Daay disse...

Nossa, adorei seu blog. Livros é uma coisa muito boa, apesar de eu não ser tanto adepta. Leio, adoro ler, mas é aquela coisa típica. Crepúsculo, Harry Potter, A Mediadora e Diários do Vampiro. Percebi que você mencionou o "ora em primeira ora em terceira pessoa" isso me encomoda também. Diários do Vampiro é em terceira pessoa, mas ás vezes o narrador está acompanhando Elena, e ás vezes está acompanhando Stefan, com diferença de um parágrafo. Mas como é sempre em terceira pessoa, não confunde tanto.

http://dayanebiassio.blogspot.com/

Ygor Dias disse...

gostei do blog muito bom estou seguindo

Jân Bispo disse...

Bom devo dizer que tambémd etesto falas entre aspas, parece citação! kkkkk, acho que por escrever roteiros teatrais sou adepto ao travessão.

sua critica foi perfeita, tanto que me motivou a ler e tirar as minhas próprias conclusões, alguns amigos leram e me indicaram mas já tinha lido criticas bem ruins a respeito desse livro, enfim, obrigado por mais uma dica, abraços e sucesso sempre!

São disse...

Realmente tem sentido falar de livros que não agradam , pois é também uma informação útil para quem a segue, minha querida.

Bem haja!

Lud disse...

tava na duvida em comprar esse livro, acho que nao vou mais, rs.
não ligo muito pra aspas ou travessões mas gosto da coisa organizada. Acho legal livros mais ousados, que brincam com a linguagem e os capitulos, até mesmo a forma de narrar (como os da meg em emails). Mas acho fundamental nao comprometer o entendimento da história. Igual aquele A mulher do viajante do tempo. Adorei mas tive que prestar uma atenção absurda.
Menina, me adicione no skoob um dia desses!

Raphaela disse...

Sério que nao gostou?
Eu não li hehehe mas já li algumas resenhas que falavam bem, mas cada um tem uma opiniao né?
A questao de tradução é algo complicado mesmo, tem livros que ficam mto ruins traduzidos.. ;/

Bom.. ainda nao decidi que pretendo ler o livro heheh
Quem sabe daqui algum tempo né?!

Beijos
Rapha - Doce Encanto

♥MáH♥ disse...

Florisbela

Eu não sei ao certo, porque alguns eu li na época de escola e acabei esquecendo o nome.
Também dei uma pequena pausa na época da facul, me dedicando só aos da área, mas ainda não cheguei aos 100 não.
Ainda, Porque pretendo chegar em breve!
rsrs

regiane disse...

achei vc uma excelente critica admiro essa capacidade
http://cabelobeleza.com

Postar um comentário

 
;